100% ORIENTADOS À COMPUTAÇÃO EM NUVEM
Saúde

Tecnologia na saúde: o que a Amazon está fazendo?

Tecnologia na saúde: o que a Amazon está fazendo?

Conheça as últimas 3 ações da Amazon que indicam que a gigante norteamericana entrou de vez nesse segmento

Saúde e tecnologia, agora, andam juntas, principalmente com o crescente o interesse da Amazon pelo segmento. A gigante do varejo online está buscando adentrar na área por meio de avanços da tecnologia na área da saúde, desde o gerenciamento de planos até a venda online de fármacos nos Estados Unidos. Pudera, o segmento reúne uma das maiores forças de trabalho dos EUA e, portanto, a criação de novas soluções que mesclem saúde e tecnologia se tornam essenciais para o crescimento da Amazon.

Essa não é a primeira tentativa da empresa de entrar no segmento, investindo na união de tecnologia e saúde. Entre 1999 e 2000, a empresa fez uma jogada ousada investindo uma quantia significativa na Drugstore.com. Jeff Bezos tinha grandes planos para entrar com a tecnologia na saúde. No entanto, na época, a ideia não vingou e foi derrubada pela burocracia e outros obstáculos regulatórios.

Desta vez, a Amazon está mais preparada e fez vários outros investimentos simultaneamente de inserção de tecnologia na saúde. A seguir, confira exemplos de tecnologia na saúde e os principais investimentos e aquisições que a companhia fez:

Compra da Pillpack

A Amazon agora pode enviar remédios com receita médica controlada à porta de cada americano, com mais rapidez e eficiência.

Isso porque a empresa pagou quase US$ 1 bilhão na compra da farmácia online PillPack, licenciada para operar em todos os 50 estados dos EUA com as certificações VIPPS e URAC.

Mais importante para a Amazon, no entanto, é a plataforma de ponta da PillPack, o PharmacyOS. É um sistema avançado desenvolvido para ajudar os pacientes não apenas a gerenciar seus dados médicos, mas a determinar como equilibrar seus remédios e usá-los em doses seguras. A Amazon também contratou o CEO e o co-fundador da empresa.

Corte de custos de saúde para empregados americanos

A Amazon anunciou uma parceria com JP Morgan e com a Berkshire Hathaway para lançar uma empresa cujo foco principal será cortar os custos de saúde dos empregados americanos, bem como melhorar a satisfação deles com o serviço.

De acordo com o CEO e presidente do JP Morgan, Jamie Dimon, a nova empresa fará um esforço extra para “fornecer aos funcionários melhor conhecimento, transparência e controle quando se trata de gerenciar seus cuidados com a saúde”.

Essa é certamente uma jogada de mestre no que diz respeito à inserção da tecnologia na saúde: essas 3 empresas com recursos massivos podem revolucionar verdadeiramente o segmento.

Alexa agora pode reconhecer se a pessoa está gripada

Amazon Echo é um alto-falante sem fio com comando de voz da Amazon. Sua assistente virtual, Alexa, é um modelo de inteligência artificial, e também está entrando de vez no segmento da saúde.

Agora, ela poderá detectar alterações sutis na voz e dizer se o usuário está gripado. Uma tosse ou um nariz entupido, por exemplo, poderão dar esses indícios para que a assistente sugira compras (e as execute) apenas com um comando de voz.

Esse é um grande salto para o Alexa e uma grande jogada para a Amazon entrar no segmento com toda a força, graças a seus avanços de tecnologia em saúde!

Quer saber mais? Confira inovações mais recentes da Amazon no segmento de saúde e tecnologia.

Compartilhe

Whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar à listagem
Central de Vídeos

Veja também

CONHEÇA ALGUNS

Cases de sucesso

Redução de custos, eficiência, experiência.

Quer conhecer mais?

Nuvem AWS é com dataRain.
Entre em contato Ver todos os cases

Nossas credenciais

Close Bitnami banner
Bitnami