100% ORIENTADOS À COMPUTAÇÃO EM NUVEM
Saúde

Iniciativas globais de inteligência artificial para combater o coronavírus – Parte 1

inteligencia artificial coronavirus

Inteligência artificial auxilia no combate ao coronavírus auxiliando na busca de novas abordagens.

Com a disseminação a um ritmo alarmante, já ocorreram mais de 10 milhões de infecções e mais de 500 mil mortes causadas pelo novo coronavírus em todo o mundo (dados de 02 Jul 2020). Em 28 de janeiro de 2020, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o coronavírus como uma emergência global.

Embora todos os países estejam trabalhando duro para combater o vírus por meio de fechamento de fronteiras, quarentenas, bloqueios, testagem da população e pesquisas aceleradas, a situação continua saindo do controle.

Será que as tecnologias, como a inteligência artificial, podem ajudar? Inteligência artificial para combater o coronavírus é eficiente?

É certo que, no momento, a inteligência artificial não vai parar o surto do novo vírus ou substituir o papel dos especialistas nele. No entanto, de acordo com especialistas, pela primeira vez em um surto global, a IA definitivamente se tornou uma ferramenta útil para monitorar e responder à crise.

Em surtos anteriores, a IA ofereceu valor limitado devido à escassez de dados e recursos computacionais à altura da complexidade do desafio. No entanto, com o desenvolvimento da tecnologia e das mídias sociais, o cenário mudou. Um milhão de postagens associadas ao coronavírus em diferentes tipos de redes estão permitindo que algoritmos gerem informações quase em tempo real para as autoridades de saúde pública acompanharem sua disseminação.

Considerando que a IA já está sendo constantemente usada na detecção e diagnóstico da doença, preparamos 2 artigos com as principais maneiras pelas quais as tecnologias de inteligência artificial e ciência de dados estão sendo usadas para gerenciar e combater o COVID-19. Confira, abaixo, o primeiro deles:

1. Identificar, prever e rastrear surtos de doenças

A startup BlueDot conseguiu criar uma plataforma sofisticada de IA que processa bilhões de dados para identificar esses surtos. Dessa forma, utiliza Inteligência artificial para combater o coronavírus, identificando, prevendo e rastreando a doença. Esses dados podem incluir a rede de viagens aéreas do mundo, relatórios de saúde e muitos outros.

Com relação ao coronavírus, a BlueDot fez seu primeiro alerta em 31 de dezembro de 2019, bem à frente dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, que fizeram sua própria determinação apenas em 6 de janeiro de 2020.

Além disso, uma equipe do MIT treinou recentemente um modelo de machine learning que prevê com precisão a expansão do COVID-19.

A equipe treinou o modelo para extrapolar dados publicamente disponíveis para obter informações sobre a propagação da doença, levando em consideração diferentes fatores de distanciamento social, quarentena e parâmetros epidemiológicos padrão tratados por diferentes governos.

De acordo com os resultados, veremos a estabilização da quantidade de novos casos. Os dados também indicam ainda que medidas estritas de saúde pública terão papel no sucesso de interromper a propagação da infecção e impedir que ela exploda exponencialmente.

2. Ajudar no diagnóstico do vírus

Várias instituições (empresa chinesa de tecnologia) estão usando a Inteligência artificial para combater o coronavírus.Algumas delas já desenvolveram processos usando a IA que podem detectar o Covid-19 em apenas 20 segundos! Com a ajuda da IA na análise de tomografias, podem detectar as marcas deixadas pelo Coronavírus nos pulmões de pacientes com sintomas de COVID-19 em apenas 20 segundos. O modelo tem uma taxa de precisão de 96%.

O modelo de IA foi treinado com a ajuda de dados de mais de 5.000 casos confirmados e pode identificar pacientes com o vírus nas tomografias.

Uma startup baseada em IA, a Qure.ai, está ajudando hospitais a instalar seus Softwares baseados em IA para analisar raios-X e TCs. Enquanto a empresa trabalha com esse software há 3 anos, as instalações do COVID-19 começaram a funcionar há algumas semanas.

3. Processar solicitações de assistência médica

Com o vírus se espalhando como um incêndio, não apenas as operações clínicas dos prestadores de saúde são sobrecarregadas, como também as áreas financeiras e administrativas do mesmo.

Uma plataforma blockchain oferecida pela Ant Financial está ajudando a acelerar as reivindicações de processamento, reduzindo o número de interações cara a cara entre pacientes e funcionários do hospital.

4. Drones para entregar suprimentos médicos

Um dos métodos mais seguros e rápidos de fornecer suprimentos médicos durante um surto é através de drones. Atualmente, a Terra Drone está usando seus veículos aéreos não tripulados para entregar e transportar suprimentos médicos com pouco risco entre o Centro de Controle de Doenças e o Hospital do Povo da Região Xinchang, na China.

Crédito: My Great Learning

Veja mais: 

Inteligencia artificial contra o coronavírus

www.datarain.com.br

Amazon Comprehend Medical: registros eletrônicos em nuvem

Compartilhe

Whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar à listagem
Central de Vídeos

Veja também

CONHEÇA ALGUNS

Cases de sucesso

Redução de custos, eficiência, experiência.

Quer conhecer mais?

Nuvem AWS é com dataRain.
Entre em contato Ver todos os cases

Nossas credenciais

Close Bitnami banner
Bitnami